quarta-feira, outubro 25, 2006

AMIGO NÃO TEM DEFEITO

O dono de uma loja estava colocando um anúncio na porta: “Cachorrinhos à venda”.
Esse tipo de anúncio sempre atrai as crianças, e logo um menininho apareceu
na loja perguntando: - Qual o preço dos cachorrinhos? O dono respondeu: - Entre
R$ 30,00 e R$ 50,00. O menininho colocou a mão em seu bolso e tirou umas moedas:
- Só tenho R$ 2,37. Posso vê-los??? O homem sorriu e assobiou... De trás da
loja saiu sua cachorra correndo seguida por cinco cachorrinhos. Um dos cachorrinhos
estava ficando para trás. O menininho imediatamente apontou o cachorrinho que
estava mancando. - O que aconteceu com esse cachorrinho? - perguntou. O homem
lhe explicou que quando o cachorrinho nasceu, o veterinário lhe disse que tinha
uma perna defeituosa e que andaria mancando pelo resto de sua vida. O menininho
se emocionou e exclamou: - Esse é o cachorrinho que eu quero comprar! E o homem
respondeu: - Não, você não vai comprar esse cachorro, se você realmente o quer,
eu te dou de presente. E o menininho não gostou, e olhando direto nos olhos
do homem lhe disse: Eu não o quero de presente. Ele vale tanto quanto os outros
cachorrinhos e eu pagarei o preço completo. Agora vou lhe dar meus R$ 2,37 e
a cada mês darei R$ 0,50 até que o tenha pago por completo. O homem respondeu:
- Você não quer de verdade comprar esse cachorrinho, filho. Ele nunca será capaz
de correr, saltar e brincar como os outros cachorrinhos. O menininho se agachou
e levantou a perna de sua calça para mostrar sua perna esquerda, cruelmente
retorcida e inutilizada, suportada por um grande aparato de metal. Olhou de
novo ao homem e lhe disse: - Bom, eu também não posso correr muito bem, e o
cachorrinho vai precisar de alguém que o entenda. O homem estava agora envergonhado
e seus olhos se encheram de lágrimas... Sorriu e disse: - Filho, só espero que
cada um destes cachorrinhos tenham um dono como você!!! Moral da história: Na
vida não importa como somos, mas que alguém te aprecie pelo que você é, e te
aceite e te ame incondicionalmente. Um verdadeiro amigo é aquele que chega quando
o resto do mundo já se foi.
Desconheço a autoria

domingo, outubro 15, 2006

sábado, setembro 30, 2006

O TEMPO DA PROMESSA DE DEUS

Gostaria de compartilhar uma lição que o Espírito Santo tem me ensinado nesta minha caminhada com Deus.
Este estudo fala de algo muito importante para a vida dos filhos de Deus, ele fala de Como conhecer o tempo de Deus para nossas vidas? O que Deus quer nos ensinar com o tempo de espera, para que algo que estejamos buscando venha se realizar?
É preciso primeiramente saber o que significa a palavra tempo:
Tempo sm. 1. A sucessão dos anos, dias horas, etc., que envolve a noção do presente, passado e futuro. 2. Momento ou ocasião apropriada para que uma coisa se realize. (Aurélio).
A Palavra de Deus nos fala em Eclesiastes 3.1 o seguinte: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu”.
Mas o que é o tempo de Deus e o que é o tempo do homem?
Há duas palavras gregas para “tempo”:
Uma é Chronos, que significa tempo em geral, isto é, o momento em geral em que algo é feito. Exemplo: Que horas são?
A outra é Kairos, é o tempo estratégico, ou o tempo certo; o momento oportuno em que algo deve ser feito. Exemplo: Uma porta de oportunidade é o tempo kairos; um ataque na hora certa em uma guerra é o tempo kairos; quando alguém está em perigo ou está para ser atacado por Satanás, este é um tempo kairos.
Podemos então definir o tempo do agir humano como tempo Chronos e o tempo de agir de Deus como Kairos. O mundo espiritual trabalha no tempo kairos.
“... dos filhos de Issacar, entendidos nas ciências dos tempos, para saber o
que Israel deveria fazer...”
(1 Crônicas 12:32).
Com essa pequena introdução sobre o que é o tempo, podemos estudar a história de um de homem que não perdeu a visão da promessa que receberá de Deus por causa do passar do tempo, mas ao contrário, perseverou e viu o cumprimento dela.
“Chegaram os filhos de Judá a Josué em Gigal; e Calebe, filho de Jefoné, o quenezeu, lhe disse: Tu sabes o que o Senhor falou a Moisés, homem de Deus, em Cades-Barnéia, a respeito de mim e ti. Tinha eu quarenta anos quando Moisés, servo do Senhor, me enviou de Cades-Barnéia para espiar a terra; e eu lhe relatei como sentia em meu coração. Mas meus irmãos que subiram comigo desesperaram o povo; eu, porém, perseverei em seguir o Senhor, meu Deus. Então, Moisés, naquele dia, jurou, dizendo: Certamente, a terra em que puseste o pé será tua e de teus filhos, em herança perpetuamente, pois perseveraste em seguir o Senhor, meu Deus. Eis, agora, o Senhor me conservou em vida, como prometeu; quarenta e cinco aos há desde que o Senhor falou esta palavra a Moisés, andando ainda Israel no deserto, e já agora, sou de oitentas e cinco anos. Estou forte ainda hoje como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força naquele dia, tal ainda agora para o combate, tanto para sair a ele como para”. Voltar “. (Josué 14.6-11)”.
Podemos ler na história do povo de Deus que Calebe e Josué faziam parte do grupo que foi escolhido para espiar uma terra que seria do povo de Israel. Mas somente há eles foi dada e cumprida a promessa de Deus. Calebe representa cada um de nós hoje em dia. Recebemos a nossa promessa, (seja ela da restauração do casamento, a cura de uma doença, o sucesso financeiro e profissional, a libertação e conversão de um ente querido, ou até mesmo um chamado no coração de fazer abra de Deus, seja como pastor, obreiro, levita, etc.), e saímos para espiar a nossa terra. Porém, a realização da promessa de Deus em nossas vidas dependerá de como nós lidaremos com as circunstâncias adversas que nos envolve, como barreiras que se levantam, o tempo que esta passando, perseguições e tantas coisas que acontecem na vida de um cristão, para nos fazer perder a visão da promessa de Deus e olharmos mais para os “gigantes espirituais” do que para Aquele que é poderoso para cumprir a promessa.
Para marcarmos o nosso tempo como Calebe, nós não podemos perder a visão da promessa de Deus para a nossa vida. Quem não perde a visão da promessa de Deus nunca fica desanimado e nem prostado. A questão não é o tempo do seu cumprimento e sim que Deus irá cumpri-la ao Seu tempo. Quando o Senhor nos faz uma promessa ela já está pronta para se manifestar em nossas vidas, mas a questão é, se nós estamos prontos para receber o cumprimento da promessa.(Lucas 18.7-8).
Toda promessa de Deus para a vida do homem passa pelo teste do tempo (Habacuque 2.3). Não porque Deus se esqueceu dela, de nós, ou porque o tempo é um empecilho para Deus agir, mas é simplesmente porque Deus usa o tempo como um instrumento de aperfeiçoamento, de cura, de perseverança em nossas vidas para que a possamos recebê-la como bênçãos.
O grande problema é quando tentamos ajudar Deus a cumprir a promessa.
Temos entre tantos exemplos nas Escrituras Sagradas o caso de Abrão que recebeu a promessa de Deus que ele e Sarai teriam um filho. Mas Sarai, quis dar uma “ajudinha a Deus” para agilizar o cumprimento da promessa, entregando sua escrava Hagar para conceber lhe um filho. Como conseqüência desse ato Abrão teve o retardamento de sua promessa em quatorze anos, mas mesmo assim ele não olhou para o tempo que decorria e nem duvidou por incredulidade da promessa de Deus, mas pela fé, se fortalecia dando glória a Deus, apesar de todas as circunstâncias naturais dizerem ao contrário. Temos que ter firmemente em nosso coração que DEUS NÃO PRECISA DA NOSSA AJUDA, ELE PRECISA SOMENTE DA NOSSA FÉ!
Infelizmente não podemos esquecer de um terrível inimigo que nos impede de receber as nossas bênçãos, ele se chama ANSIEDADE, isto é, estado emocional em que há sentimento de insegurança. A pessoa ansiosa não consegue ver o que e como Deus está trabalhando em sua vida. Um exemplo disso é quantas vezes recebemos uma Palavra Profética de algo maravilhoso que vai acontecer conosco, guardamos aquilo no coração um tempo, dois, tempos, três tempos, mas o tempo esta passando e nada aconteceu. Então, chagamos a Deus e murmuramos “mas o Senhor disse...”, “está Escrito”, entre tantas outras coisas que falamos e fazemos.
Por que ficamos ansiosos? É porque tiramos os olhos da infinita grandeza de Deus e olhamos para o limite do nosso tempo. O Senhor Jesus Cristo não nos chamou primeiramente para ver e sim para crer, descansar em Suas promessas, pois Ele está trabalhando em nós. “Senhor, concede-nos a paz, porque todas as nossas obras tu as fazes por nós”.(Isaías 26.12).
Devemos pedir a Deus que nos ensine a lidar com o tempo. Para nós é tempo para Deus é tratamento. Isto nos leva a uma outra pergunta: Por que Deus está me tratando? Para quando ela se manifestar ela se torne uma benção e não uma maldição na vida do homem, para que seja motivo de louvor e glória a Deus e não perca da vida eterna do homem.
Para concluir que, o que vai fazer a diferença em nossa vida não é o tamanho da promessa, de sua maravilha, ou do tempo que ela irá levar para se manifestar, o que vai fazer a diferença é que independente disso tudo é se iremos perseverar em seguir o Senhor até o fim. Calebe levou quarenta e cinco anos, mas ele perseverou a seguir a Deus. Devemos seguir a Deus independentemente do que estamos sentindo, vivendo, ou recebendo. Quando perseveramos em servir a Deus as bênçãos vêem e nos alcançam. Calebe disse que quarenta e cinco anos depois ele tinha a mesma força, ele não perdeu a visão da promessa de Deus para sua vida, ele não perdeu a sua fé, ele perseverou e conquistou. Como eu (você) estou acelera ou retarda o milagre do cumprimento da promessa de Deus. Como Estamos?
Que Deus abençoe a todos que lerem este artigo, que ele ilumine os nossos corações para que possamos reconhecer as Suas maneiras de lidar com cada um de nós.

Deus abençoe a todos.
Vera Lucia

quinta-feira, setembro 28, 2006

QUANDO A INFLUÊNCIA DO MUNDO IMPEDE A FLUÊNCIA DE DEUS

A palavra influência significa – ação que alguém ou alguma coisa exerce sobre o outro. Há muitos casos que podemos ver nas escrituras Sagradas. O primeiro caso de influência que vemos é de Eva sobre Adão, este foi o ato gerador de todos os outros casos descritos na Bíblia Sagrada e também em nosso mundo moderno. Adão conhecia o mandamento de Deus, mas ele se deixou levar pelos seus sentimentos por Eva até a ponto de deixar o que Deus o falou para realizar a vontade de sua amada. Os fariseus influenciaram o povo a pedirem a libertação de um criminoso chamado Barrabás e a morte de um inocente que era o Senhor Jesus, entre outros. A influência é uma ação externa ao homem, com intuito de causar uma transformação interna, isto é, mudança de pensamentos, atitudes, credos, sentimentos, entre outros fatores da vida humana. É uma das armas mais usada por Satanás e seus demônios para atingir o homem, principalmente os cristãos. Infelizmente o coração e a mente de muitas pessoas são facilmente influenciáveis, principalmente quando são palavras ditas por pessoas que gostamos e adimiramos. Outro tipo de influência externa muito usada por Satanás e seus demônios é a roda de amigos não convertidos. Muitos cristãos recém convertidos custam a se libertarem dos velhos hábitos, por permanecerem com o mesmo estilo de vida que suas amizades. Vejamo o que as Escrituras nos diz em Salmos 1:1-2: - O Salmista nos ensina que feliz é a pessoa que não anda segundo o conselho dos ímpios, isto é, dá crédito ou deixa-se influenciar por conselhos, pensamentos, atitudes e sentimentos de pessoas que desconhecem ou não vivem de acordo com os príncipios bíblicos que Cristo nos deixou. Ele ainda nos orienta a não nos determos no caminho nem ter comunhão com eles. O Espírito Santo através do apóstolo Paulo nós dá mais uma orientação em 1 Coríntios 5:9-12, sobre como evitar as influências. Neste texto o Espírito Santo nos ensina que devemos evitar o convívio ao ponto de nos influenciarmos por tais práticas, mas não fugir das pessoas, porque se não teriamos de sair do mundo. Ele ainda alerta sobre aqueles que se dizem da mesma fé, mas que praticam as mesmas coisas das pessoas do mundo, a esses Ele nos ensina a não termos a menor intimidade . Medite ainda em 2Coríntios 6:14-18. Amados, sabemos que a maioria de nós ao nos convertemos sozinhos, entramos em uma luta espiritual pelos nossos familiares, amigos, conhecidos, etc.; mas temos que ter muito cuidado para que depois de termos sidos livres, não venhamos nos envolver atal ponto que possamos a nos enrredarmos nas práticas antigas novamente. Ao contrário da influência que é uma das armas usadas pelo inferno para nos corromper, temos a fluência. A palavra fluência vem do verbo intransitivo, que significa natural, espontâneo. Podemos dizer que as revelações de Deus de como o homem tem que viver e se conduzir dia a dia em sua vida vem de dentro. Vejamos o que o Senhor Jesus disse a mulher samaritana em João 4:14. " Mas aquele que beber da água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna." Jesus diz aquela mulher que estava influenciada por uma ação de carência ou frustação emocional e sentimental, já que ela teve cinco relacionamentos e aquele último ainda não era o seu marido, que se ela O recebesse, isto é, se ela recebesse a revelação e entendimento de quem era Ele e do que Ele queria fazer na vida dela, ela receberia a transformação do seu interior e do seu exterior também. O mesmo acontece conosco hoje em dia, devemos buscar a revelação e o entendimento na Palavra do que Deus tem para cada área de nossa vida. A direção de Deus para a vida do homem vem do interior dele, isto é, do espírito do homem recriado por Jesus em um novo nascimento e conversão.Veja algumas passagens que ilustra bem o nosso assunto: "Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs a eternidade no coração do homem, sem que este possa descobrir as obras que Deus fez desde o princípio até o fim." Ec 3:11. " mas, como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aquele que o amam. Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as cousas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus. Porque qual dos homens sabe as cousas do homem, senão o seu próprio espírito, que nele está? Assim, também as cousas de Deus, ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus. Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo e sim o Espírito que vem de Deus, para que conheçamos o que por Deus nos foi dado gratuitamente." 1 Coríntios 2:9-12. O Senhor nos garante, se O permitirmos e O buscarmos de todo o nosso coração para que Ele nos dirija fluirá uma fonte a jorrar para a vida eterna (salvação da alma) e também para a vida terrena, não somente para nós, mas também para todos que amamos. Atos 16:31. Que todos possamos orar ao Pai em nome do Seu Filho Jesus, para que nos ajude a rejeitar e renunciar todas as formas de influências espirituais malignas que venha contra nós , e nos ajudar a permitir e buscar cada vez mais intensamente a fluência do Seu Espírito Santo em nosso interior e vida.

Deus abençoe a todos

Vera Lucia

segunda-feira, setembro 25, 2006

O AMIGO

O Amigo que eu encontrei
Me surpreendeu.
Quando todos me deixaram
Ele me acolheuE sarou minhas feridas;
Das algemas me livrou.
Lhe falei do meu dilema
E Ele me escutou.
Lhe falei do meu passado
E me perdoou.
Isso teve um alto preço
Que Ele já pagou.
Me mostrou as mãos feridas
Por amor de muitas vidas
E uma dessas muitas vidas era eu
Quem neste mundo
Amor tão grande pode ter
De entregar a própria vida sem temer?
Quem já sentiu a dor de ser Cravado em uma cruz
Pagando pelos erros que não cometeu
E olhar nos olhos de quem tanto mal lhe fez
E, sem ressentimento, oferecer perdão?
Quem pode ser melhor amigo
Que o Senhor, que pelo servo
A própria vida renunciou?
Quem pode ser melhor amigo
Que o Senhor, que pelo servo
A própria vida renunciou?
(Sérgio Lopes)
Gostaria de compartilhar essa música que para alguns já é bem conhecida, mas para outros não.
Creio, particularmente, que, quando Deus deu a inspiração ao autor, ele devia estar passando por momentos de intensa busca e compreensão de quem era Deus em sua vida.Ela fala, de uma maneira bem simples, o que todos nós desejamos no fundo da alma.
A alma do homem foi criada para ser totalmente suprida por Deus, mas, muitas vezes, procuramos o nosso suprimento em nossos semelhantes em primeiro lugar, para, só depois, nos chegarmos a Deus. A fragilidade humana está sempre em busca daquilo que está disponível. É muito mais fácil abrir o coração para um amigo de carne e sangue do que desabafar aos pés do Senhor. O Senhor Jesus não se importa que desabafemos os nossos sentimentos com os outros; ao contrário, as Escrituras nos mostram que Deus se agrada quando vivemos em união. Ela nos orienta a levar as cargas uns dos outros, a nos exortarmos mutuamente, etc., mas Ele se importa quando isso toma a primazia em nossa vida: falamos aos homens e, só depois, a Deus. Infelizmente isso é uma prática muito comum em nossa vida.
A música fala de "O Amigo que encontrei". Jesus diz, em Lucas 11:9, que quem busca acha. Em Jeremias 29:13 Deus ensina: "Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração".
Amados, isso é maravilhoso. Deus quer ser achado. Ele quer ser buscado, Ele quer ser conquistado, não somente como Deus, como Pai, como Senhor ou como alguém em último lugar por falta de companhia de outros, mas Ele quer ser aquele que, como Amigo presente, nos ouvirá e enxugará as nossas lágrimas, mesmo que, para o mundo, sejam tolas e fúteis.
Jesus é nosso amigo fiel e verdadeiro que está sempre conosco. A Ele podemos abrir o nosso coração sem nos preocuparmos em ser julgados, ou, o pior de tudo, de ele jogar os nossos pecados e falhas ao nossa rosto.
Cada ser humano é uma criação única de Deus. Eu, você e todos os que conhecemos e desconhecemos também são exclusivos diante dEle. Quando falamos Pai, seja através de lágrimas, cânticos ou simplesmente de um desabafo, Ele se inclina e, provavelmente, mande todo o universo se calar para nos ouvir.
Amados, o Espírito Santo nos exorta a vigiar e não a desconfiar. Só Deus conhece o coração do homem, tanto o nosso como o dos outros também. Vigilância é mandamento! Devemos vigiar com quem abrimos o nosso coração, para, depois, não chorarmos mais do que antes. Devemos fazer de Cristo o nosso "ombro e ouvido" amigos, independentemente do que estejamos vivendo, com bênçãos ou sem bênçãos, sozinhos ou cercados de amigos, vencendo ou passando por inúmeras tribulações. Jesus é Fiel e Verdadeiro. Ele mesmo disse: "E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século" (Mateus 28:20b).
O próprio Deus se tornou carne, sofreu e padeceu por nós, sem sermos merecedores. Ele nos amou primeiro, para que pudéssemos amá-Lo e nos amarmos. Devemos amar a Deus de todo o nosso coração e nosso entendimento, e ao próximo como a nós mesmo, e não ao próximo e depois a Deus.
Deus abençoe a todos
Em Cristo, com amor
Vera Lucia